Exposição Racismo e Cidadania

Exposição Racismo e Cidadania

06 de Maio 2017a03 de Setembro 2017

 | De 6 de Maio a 3 de Setembro | 

no âmbito das comemorações da Lisboa Capital Ibero-americana de Cultura vamos discutir a relação entre racismo e cidadania num espaço de seis séculos, de 1497 ao presente.O propósito da exposição é mobilizar a cultura visual para compreender melhor os processos históricos de segregação e exclusão de minorias no território nacional e de discriminação de populações nativas no mundo colonial.

O racismo (preconceito face a descendência étnica combinado com ação discriminatória) foi sempre confrontado com formas de integração informais que se tornaram dominantes no período póscolonial. É este processo histórico de exclusão, com as suas ambiguidades, seguido pela afirmação recente da noção de cidadania (direitos e deveres iguais dos indivíduos face ao Estado), que está na base desta exposição.

No período considerado, ocorreram a expulsão de muçulmanos, a conversão forçada de judeus, o tráfico de escravos, a colonização de territórios em África, América e Ásia, a abolição da escravatura, a descolonização e o início de um processo inverso de imigração.

A exposição visa estimular o grande público a questionar o passado e o presente das relações entre povos, conjugando emigração com imigração, exclusão e integração, ausência de direitos e acesso à cidadania.

Todos os dias, das 10H00 às 19H00 (última entrada às 18h30)

imagem: Infante D. Afonso (futuro D. Afonso VI) e um pajem negro, c. 1650, ME1540, 114x159cm, Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo | Évora